segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

amo amar voceê'

[b]O[/b] medo sentimento ambulante e transparente, complexo aos olhos do humano a minha frente. Penso às vezes em me jogar daqui, mas não sei onde vou cair, encontrar o chão será minha felicidade, e tristeza para muitos... Minha atitude é covarde? Pode até ser, mas faço isso para parar de enfrentar pensamentos que se batem quando se encontram, que magoam a quem os escuta... Quero sair daqui, ir pra onde eu quiser ir, aonde realmente não liguem pra mim, que não opinem em meus passos e nem se eu quiser correr de costas, que não falem que isso atrai coisas ruins... Caso não tenha notado meu corpo é feito de aço, nada vai me destruir... E se chegarem a um dia conseguirem tal façanha... Não vou me importar mais, com o que eu queria realmente me importar. Odeio o ódio, e o ódio odeia a mim, o amor? O amor é você, o amor sou eu, o amor são todos os pensamentos juntos, os maus, os ruins, o amor são todas essas letras que aparecem como mágica, são todos os n°s de dias que quero ficar junto a você, o amor é a pessoa que tenta impedir o amor... Já me joguei a um bom tempo, e ainda não encontrei o chão da onde me joguei, se tivesse um desejo; queria ter um par de asas e voar pra fora disso,enjoei de cair, quero sair daqui, tentei me matar não consegui, o ódio venceu o amor mais uma vez na minha luta de vida, se desisti de cair, para onde vou ir? Abri [b]meu coração[/b] para o desconhecido e não trouxe nada de bom pra mim, as verdadeiras rimas do amor começaram aqui? Não sei, só sei que me magoaram, e que sou um eterno e tristonho menino enfim... *A procura de quem não se importe mais por mim, enjoei de cair, abri meu coração e nada de bom trouxe pra mim! Quero amar dinovo, mas o medo ambulante toma conta de mim, quero fugir daqui, encontrar a quem entregar meu coração novamente, e se essa pessoa conseguir fazer ele parar de sa[u]n[/u]grar, essa sim vai ser minha escolhida, e ficarei eternamente grato por me fazer parar de cair, de me fazer [i]sorrir[/i], de ficar novamente feliz. *Faça-me sentir, que você vai sentir também, faça me sorrir que você vai sorrir também, faça-me cantar, que encantarei todos que você quer ver feliz, sua vida é minha vida, sua força são minhas palavras escritas, que soam com eco dentro da mente de quem querem ouvi-las, de quem a aceita sem medo do ódio e da vergonha de amar a quem não o ama... Tudo depende do seu medo, do meu medo, dos medos de todos que acreditam em tudo o que querem realizar, de tudo o que querem [b]amar[/b]... [silver]- escrito pelo compositor e amigo [aqua]L[/aqua]ucas meu brother te amo muuito poorra.[red]*[/red]-[red]*[/red] [silver]-

Nenhum comentário:

Postar um comentário